Endodontia

A Endodontia é a parte da odontologia que trata da prevenção e cura das enfermidades da polpa dental e de suas complicações.

A palavra endodontia tem origem no grego:
ENDO = dentro
ODONTO = dente
IA = ação

Etimologicamente, portanto, endodontia significa ação dentro do dente.

A Endodontia consagrou-se como uma das especialidades de maior utilização na clínica diária da Odontologia. Seus conhecimentos e a sua execução de forma plena são importantíssimos para a oferta de uma Odontologia de qualidade nos consultórios.

Veja a ilustração abaixo:

Dente com corte longitudinal, mostrando o esmalte, a dentina, e a polpa (nervo) com aspecto sadio.

Dente com corte longitudinal, mostrando o esmalte, a dentina, e a polpa (nervo) com aspecto sadio.

Conseqüências
As conseqüências do não tratamento podem variar bastante. Podem ocorrer desde infecções de baixa intensidade e longa duração evoluindo para lesões na região do ápice da raiz, até infecções de alta intensidade, dor aguda, com evolução rápida para abscessos (acúmulo de pus).

Dor
O tratamento de canal, ao contrário da crença popular, é indolor. Quando a morte da polpa já ocorreu, ela obviamente não dói. Quando a polpa está irreversivelmente inflamada, porém viva, a anestesia local garante com eficácia um tratamento sem dor. A dor só ocorre justamente quando não é realizado nenhum tratamento, pois a inflamação provoca edema (inchaço) que comprime as terminações nervosas.

Custo
O custo do tratamento endodôntico, também ao contrário do imaginário popular, é relativamente baixo, pois a perda do dente e conseqüente substituição por prótese teriam custo muito superior.